sábado, 28 de julho de 2012

Sarah Menezes faz história no judô e conquista o ouro em Londres

É OUROOOOOOOOOOOO! BRASIIIIIIIIIL!
Brasileira derrotou a campeã olímpica em Pequim-2008, a romena Alina Dumitru, com um yuko e um wazari. Piauiense obtém conquista inédita no esporte brasileiro




Primeira bicampeã mundial júnior do judô brasileiro em 2008 e 2009, Sarah Menezes voltou a fazer história neste sábado. Nos Jogos Olímpicos de Londres, ela se tornou a primeira brasileira campeã olímpica da modalidade. Na final da categoria ligeiro (até 48kg), a piauiense derrotou a campeã olímpica em Pequim-2008, a romena Alina Dumitru.
Ao chegar na decisão, Sarah, dona de dois bronzes em Mundiais Sêniors, já havia feito história ao se tornar a primeira finalista do judô feminino do Brasil. E ainda tinha quebrado um jejum de 12 anos. Desde Sydney-2000, a modalidade brasileira não disputava uma final olímpica. Na ocasião, Carlos Honorato ficou com a prata.


PARABÉNS SARAH! NOSSO ORGULHO DE SER BRASILEIRO RENOVADO COM VOCÊ!


Fonte: Areté Editorial S.A Diário LANCE


sexta-feira, 27 de julho de 2012

Maranhão - Adesão do Império Brasileiro

28 de Julho - FERIADO NO ESTADO DO MARANHÃO 



As tropas de Portugal depois de cercadas por terra e mar, acabaram por se render, e o Maranhão, a partir de 28 de julho de 1823, deixou de ser estado colonial de Portugal, tornando-se província do Império do Brasil. 



O Maranhão é uma das 27 unidades federativas do Brasil. Está localizado no oeste da Região Nordeste do Brasil e tem, como limites, ao norte o Oceano Atlântico, a leste o estado brasileiro do Piauí, a sul e sudeste o estado brasileiro de Tocantins e o estado brasileiro do Pará a oeste. Ocupa uma área de 331 935,507 km², sendo o segundo maior estado da Região Nordeste do Brasil e o oitavo maior estado do Brasil. Em termos de produto interno bruto, é o quarto estado mais rico da Região Nordeste do Brasil e o 16º estado mais rico do Brasil, ainda assim, segundo dados recentes do IBGE, de acordo com o censo 2010, foi constatado que o Maranhão é atualmente o estado mais pobre do país, com 25,7% dos seus 6,5 milhões de habitantes abaixo da linha miséria.
No século XVI, o atual território maranhense era ocupado por índios tupinambás no seu litoral oeste, por índios tremembés no seu litoral leste e por índios timbiras no seu interior. O navegador espanhol Vicente Yáñez Pinzón foi, provavelmente, o primeiro europeu a cruzar o litoral maranhense, em 1500. Em 1535, os portugueses tentaram colonizar a região com o envio de uma frota de dez navios com novecentos homens e cem cavalos, porém a ocupação não foi bem sucedida, por conta de naufrágios e de combates contra os índios locais[6].
Os europeus só conseguiram efetivamente ocupar a região em 1612, com o projeto da França Equinocial. Os franceses fundaram a cidade de São Luís, onde permaneceram por três anos, até serem expulsos pelos portugueses.
Localizado entre as regiões Norte e Nordeste do Brasil, o Maranhão possui uma grande diversidade de ecossistemas. São 640 quilômetros de extensão de praias tropicais, floresta amazônica, cerrados, mangues, delta em mar aberto e o único deserto do mundo com milhares de lagoas de águas cristalinas. Essa diversidade está organizada em cinco polos turísticos, cada um com seus atrativos naturais, culturais e arquitetônicos. São eles: o polo turístico de São Luís, o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, o Parque Nacional da Chapada das Mesas, o Delta do Parnaíba e o polo da Floresta dos Guarás.
Sua capital é São Luís. Outros importantes municípios são Imperatriz, Caxias, Timon, Codó, Bacabal, Balsas, Chapadinha, Santa Inês, Barra do Corda, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Açailândia que possui o segundo maior produto interno bruto do estado e o maior rebanho bovino.

Imagens da Net:

Mata dos cocais no Maranhão
Cachoeira São Romão, na Chapada das Mesas
Cartão-postal da Praça João Lisboa editado por volta de 1910
São Luís, centro financeiro do estado
Montagem - São Luís
Aeroporto Internacional de São Luís
Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa, em Imperatriz

Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Londres 2012


Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 - O Estádio Olímpico de Londres é o local da cerimônia de abertura das Olimpíadas 2012. A transmissão do evento esportivo acontece às 17h, horário de Brasília.

A competição tem transmissão exclusiva em TV aberta pela Rede Record e nos canais de TV por assinatura Sportv (com quatro canais), ESPN (três canais) e Bandsports e Bandnews. Consulte sua operadora!

A expectativa é que bilhões de pessoas em todo o mundo acompanhem a transmissão do evento pela TV, em uma festa cercada de mistérios, já que apenas especulações de artistas e celebridades têm sido divulgadas pelos jornais, sem confirmações por parte da organização. Quem não foi convidada, mas pode aparecer é a chuva. As previsões apontam temperatura alta e leve pancada de chuva no horário da festa.

Cerimônia de abertura

De concreto, sabemos que como ocorre tradicionalmente, as delegações de atletas desfilam para o público, com um porta-bandeiras, (no caso do Brasil quem vai levar a bandeira é o cavaleiro Rodrigo Pessoa) além dos shows musicais, apresentações de danças, coreografias, luzes e efeitos visuais que prometem a cada edição dos jogos surpreender o mundo, a exemplo de Pequim 2008. O Cineasta Daniel Boyle, famoso diretor do trama Quem Quer Ser Um Milionário, é o responsável pelo evento de abertura e promete surpreender.

E quem vai acender a Pira Olímpica? A tocha das Olimpíadas já chegou a cidade, mas a duvida persiste sobre quem vai ter a honra de cumprir o tradicional ato que da início oficial aos Jogos Olímpicos. Dois atletas são favoritos, um deles é o ex decatleta Daley Thompson, Bicampeão olímpico em Moscou e Los Angeles. Mas segundo a imprensa local, o ex atleta do remo, Steve Redgrave, cinco vezes campeão olímpico, deve ser o escolhido. David Beckhan ou até mesmo a Rainha Elizabeth II foram especulados, porém já estão descartados.

Como curiosidade, fala-se em uma entrada triunfal do ator inglês Daniel Craig, que interpreta James Bond no cinema, e ao melhor estilo 007 participaria da abertura descendo no Estádio Olímpico de paraquedas. Paul McCartney deve se apresentar no encerramento da cerimônia. Fonte: Guia da Semana



BREVE - Mais Imagens da Cerimônia:



quarta-feira, 25 de julho de 2012

Dia da Vovó - 26 de Julho

Ser Avó é...
Ser 2 vezes mãe...


Os avós são pessoas ligadas a nós através de laços consanguíneos, pois são os pais dos nossos pais.

Assim, cada pessoa tem quatro avós, sendo uma avó e um avô paterno e uma avó e um avô materno.

Os avós merecem consideração e respeito, pois já viveram muito, possuem grande experiência de vida e podem transmitir muitos ensinamentos a todos de sua família. Por isso, ganharam uma data especial, para que fossem homenageados, o dia 26 de julho, que é mais conhecido como o dia da vovó.

O surgimento e criação dessa data foi em homenagem aos avós de Jesus Cristo, Joaquim e Ana, cujas pequenas informações aparecem no evangelho de Tiago. Registros históricos mencionam que em 1889, na cidade de Jerusalém, foram encontrados os túmulos onde Joaquim e Ana foram enterrados.

No dia da vovó podemos fazer várias programações para distraí-los, além de se tornar uma diversão para a família, como: fazer um passeio num parque, assistir a um filme do gosto deles, fazer uma reunião de família onde todos possam expressar seu amor e carinho pelos mesmos, etc.

Além disso, oferecer lembrancinhas e presentes para agradá-los também é uma forma de mostrar que são amados e que recebem consideração. Os objetos a serem oferecidos devem estar de acordo com as idades e os interesses dos avós, para não ficarem guardados. Normalmente gostam de perfumes suaves, cremes, sabonetes, pijamas ou camisolas de malhas confortáveis, roupões de banho, chinelos que acondicionem bem os pés, sapatos baixos e confortáveis com solado antiderrapante, dentre vários outros.

Os idosos também gostam muito de ser ouvidos. Quando encontram pessoas que lhes dão atenção, gostam de relembrar os tempos passados, da época em que eram jovens e contar casos engraçados e interessantes.

Hoje em dia existem leis que favorecem os idosos, isso é questão de respeito com os mesmos e devemos acatá-las. Assim, os idosos têm o direito de entrar na frente das filas, não pagam passagens de ônibus, possuem vagas especiais em estacionamentos, dentre outros. É muito justo que isso aconteça, pois seus corpos já não são mais capazes de suportar o cansaço que pessoas mais novas conseguem.



Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Mais Imagens e Mensagens para você:








Você é duas vezes mãe...
duas vezes carinho...
duas vezes compreensão...

Por tudo que és, exemplo de
paz, de amor e de afeto...

Te amo, Vovó!







Hoje é seu Dia Vovó

Deus me de Você
para que eu me enxergasse,
para manter-me forte e
ajudar-me a tocar em frente.

Deus me deu Você
para partilhar meu coração e minha alma,
para trazer-me coragem e esperança,
para ensinar-me o significado
do Amor Incondicional

Deus me deu Você
para aceitar-me como sou,
para entender minhas dificuldades,
para que eu tivesse
uma amiga de verdade.

Obrigada pelo teu Amor Vovó

Veja Também: Origem do Dia da Vovó

Homenagem a João Pessoa - Paraíba


FERIADO NO ESTADO DA PARAÍBA 



Homenagem ao ex-presidente João Pessoa que foi assassinado em 26 de Julho de 1930.
Quando ainda ministro do estado da Paraíba e já candidato a vice-presidente da República, foi assassinado, no centro do Recife, na Rua Nova, precisamente na Confeitaria Glória, por João Duarte Dantas, seu adversário político. 

Filho de Cândido Clementino Cavalcanti de Albuquerque e Maria de Lucena Pessoa (irmã do ex-presidente da República Epitácio Pessoa), fez seus primeiros estudos em Umbuzeiro. Em 1889 foi levado para a cidade de Guarabira, no brejo paraibano, por sua tia paterna, Feliciana Cavalcanti de Albuquerque Paes Barreto casada com o capitão do exército Emílio Barreto. Com a transferência do tio para o Rio de Janeiro foi morar na capital federal, mudando em seguida para o estado da Bahia. Em 1894, João Pessoa volta a Paraíba, ingressa no Lyceu Paraibano e incorpora voluntariamente no 27º Batalhão de Infantaria. Após várias mudanças, chega ao Recife onde graduou-se como bacharel em Direito na Faculdade de Direito do Recife em 1904. Nessa mesma turma se formou Clodomir Cardoso (1879-1953), jurista e político maranhense. Passou algum tempo de sua vida nos estados do Rio de Janeiro e do Pará.
Em 1905 casa-se com Maria Luiza de Souza Leão Gonçalves, filha do senador, ex-governador e Desembargador Sigismundo Antônio Gonçalves.
Foi Ministro civil do Superior Tribunal Militar, do qual aposentou para se candidatar a Presidente do estado da Paraíba.
Negou o seu apoio ao candidato oficial à presidência da República Júlio Prestes, em 29 de julho de 1929. Mais tarde compôs com Getúlio Vargas a chapa de oposição à presidência da República para as eleições de 1 de março de 1930.
Quando ainda ministro do estado da Paraíba e já candidato a vice-presidente da República, foi assassinado, no centro do Recife, na Rua Nova, precisamente na Confeitaria Glória, por João Duarte Dantas, seu adversário político, jornalista, cuja residência fora invadida por elementos da polícia, supostamente a mando de João Pessoa, que culminou com a publicação nos jornais da capital do estado de cartas íntimas trocadas com a professora Anaíde Beiriz.
Em seu governo (1928-1930) promoveu uma reforma na estrutura político-administrativa do estado e, para enfrentar as dificuldades financeiras, instituiu a tributação sobre o comércio realizado entre o interior paraibano e o porto de Recife, até então livre de impostos. Essa medida contribuiu para o saneamento financeiro do estado, mas gerou grande descontentamento entre os fazendeiros do interior, como o coronel José Pereira de Lima, chefe político do município de Princesa, na Paraíba, e com forte influência sobre a política estadual (João Dantas era seu aliado).
O seu legado histórico desperta certa polêmica. Os defensores de João Pessoa alegam que ele foi um combatente das oligarquias locais e se contrapunha a interesses de grupos tradicionais, embora ele mesmo proviesse de família de oligarcas.
O fato é que a morte do presidente João Pessoa foi o estopim para a revolução de 1930. Seu corpo foi embalsamado no Recife e transportado para a capital paraibana por via férrea, onde chegou ao meio-dia do dia 28 de julho. O esquife ficou exposto à visitação pública na Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves, até o dia 01 de agosto, quando foi transportado ao porto de Cabedelo para ser sepultado no Rio de Janeiro.
No ano de 1997 as cinzas do presidente João Pessoa e de sua esposa, Maria Luíza, foram transportadas para a capital paraibana e colocadas em um mausoléu construído entre o Palácio do Governo e a Faculdade de Direito da Universidade Federal da Paraíba.
A cidade de João Pessoa é assim denominada em sua memória. Antes chamada "Parahyba", a capital teve o seu nome alterado, logo após o assassinato do presidente, fato histórico que levou Getúlio Vargas ao poder. Naquele período, foram perseguidos e mortos muitos opositores ao grupo político de que Pessoa fazia parte. O momento de exceção em que se deu a homenagem, entre outras razões, justificaria, segundo alguns pessoenses, a discussão sobre uma nova alteração na denominação da cidade.


Dia da Mulher Afro latina-americana e Caribenha - 25 de Julho



O Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha foi criado em 25 de julho de 1992, durante o I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-caribenhas, em Santo Domingos, República Dominicana. Estipulou-se que este dia seria o marco internacional da luta e da resistência da mulher negra. Desde então, sociedade civil e governo têm atuado para consolidar e dar visibilidade a esta data, tendo em conta a condição de opressão de gênero e racial/étnica em que vivem estas mulheres, explícita em muitas situações cotidianas.
O objetivo da comemoração de 25 de julho é ampliar e fortalecer às organizações de mulheres negras do estado, construir estratégias para a inserção de temáticas voltadas para o enfrentamento ao racismo, sexismo, discriminação, preconceito e demais desigualdades raciais e sociais. É um dia para ampliar parcerias, dar visibilidade à luta, às ações, promoção, valorização e debate sobre a identidade da mulher negra brasileira.



Veja Outras Comemorações da mesma Data:

25 · Dia de São Cristóvão 
25 · Dia do Colono 
25 · Dia do Escritor 
25 · Dia do Motorista
25 . Dia da Mulher Afro Latina-Americana e Caribenha

Dia do Escritor - 25 de Julho



O 25 de julho foi definido como dia nacional do escritor por decreto governamental, em 1960, após o sucesso do I Festival do Escritor Brasileiro, organizado naquele ano pela União Brasileira de Escritores, por iniciativa de seu presidente, João Peregrino Júnior, e de seu vice-presidente, Jorge Amado.
Escrever pode ser um ofício, um passatempo, uma forma de desabafo, uma manifestação artística.
A escrita tem várias funções dentro da linguagem e o verdadeiro escritor é aquele que sabe utilizar-se de cada uma destas funções para atingir seu objetivo, seja ele informar ou encantar quem o lê.
Antes do século VI a.C., as grandes narrativas eram passadas oralmente. Desde a invenção da escrita, essas histórias puderam ser repassadas e permanecer na história em sua forma inicial, já que o discurso oral sempre apresentava variações (basta lembrar do ditado: "quem conta um conto aumenta um ponto").
Assim, temos registros de grandes escritores da Antiguidade, da Idade Média, do Renascimento... e, graças a eles, temos escritos históricos de épocas remotas; ficções de fadas e dragões medievais; mitos e lendas antigos; tratados de medicina e alquimia; compêndios de estudos filosóficos e religiosos.
O escritor convence graças ao poder de sua paixão pela palavra, e não prioritariamente pela paixão que dedique a uma causa.
Ou melhor, a sua causa sempre foi e será a palavra, caminho e céu de todas as causas. E de todas as paixões.
O texto literário nasce das mãos do escritor. No dia do escritor comemoramos a solidão diante da palavra, a verdade, o medo, a alegria, o amor indizíveis de só saber escrever.



Veja Outras Comemorações da mesma Data:


25 · Dia de São Cristóvão 
25 · Dia do Colono 
25 · Dia do Escritor 
25 · Dia do Motorista
25 . Dia da Mulher Afro Latina-Americana e Caribenha

Dia do Motorista - 25 de Julho


No dia 25 de julho é comemorado o Dia do Motorista. Este foi o dia escolhido por ser a data dedicada a São Cristóvão, santo padroeiro dos motoristas. No dia 21 de outubro de 1968, através do Decreto nº 63.461, o Dia do Motorista foi instituído em nosso país.
Protetor não só dos motoristas, mas também dos viajantes, acredita-se que São Cristóvão tenha vivido na Síria e sofrido o martírio no século III. Seu nome, "Cristóvão", significa "aquele que carrega Cristo" ou "portador de Cristo". Reza a lenda que Cristóvão era um gigante com mania de grandeza. Logo no princípio, acreditava que o maior rei do mundo era o rei ao qual ele servia. Então, veio a saber que o maior rei do mundo seria  Satanás, passando a servi-lo. Por fim, acabou descobrindo que o maior rei do mundo era o Nosso Senhor. Um ermitão mostrou que a bondade era a coisa mais agradável ao Senhor, convencendo Cristóvão, que trocou sua mania de grandeza pelo serviço aos semelhantes. Por ser dotado de grande força, passou a transportar pessoas através de um imenso rio. Certa vez, transportando um garoto em suas costas, este lhe revela: "Tiveste às costas mais que o mundo inteiro. Transportasse o Criador de todas as coisas. Sou Jesus, aquele a quem serves".

As comemorações em torno do Dia do Motorista são realizadas anualmente e ficam a cargo dos órgãos de trânsito de todo o país. São realizadas campanhas educativas que alertam motoristas e cidadãos sobre como um comportamento responsável e o respeito às normas de trânsito podem fazer a diferença.

Oração do Motorista:

"Dai-me Senhor, firmeza e vigilância no volante, para que eu chegue ao meu destino sem acidentes. Protegei os que viajam comigo. Ajudai-me a respeitar a todos e a dirigir com prudência. E que eu descubra vossa presença na natureza e em tudo o que me rodeia. Amém".



Veja Outras Comemorações da mesma Data:


25 · Dia de São Cristóvão 
25 · Dia do Colono 
25 · Dia do Escritor 
25 · Dia do Motorista
25 . Dia da Mulher Afro Latina-Americana e Caribenha

Dia do Colono - 25 de Julho



Colono era o trabalhador rural estrangeiro que veio para o Brasil logo após o fim da escravidão, no fim do século XIX, início do século XX, para substituir os escravos nas lavouras, em especial as de café. Eles trabalhavam em regime de colonato, ou seja, moravam em casas dentro da fazenda, trabalhavam nas lavouras e recebiam em troca uma parte da colheita ou então podiam cultivar para seu próprio sustento em certas partes de terra.

Eram trabalhadores livres e chegavam ao Brasil com o sonho de, com seu trabalho, comprar terras no país. Sonho este impensável na Europa de então. Mas as condições de contrato eram regulamentadas por lei e sempre beneficiavam mais os fazendeiros, que os trabalhadores. Assim, os colonos jamais liquidavam suas dívidas e continuavam dependendo do fazendeiro.
Mesmo assim muitos colonos conquistaram sua independência e até se tornaram grandes fazendeiros no país.
Hoje, no Sul do país, onde a imigração foi mais forte, a palavra ainda é usada para os trabalhadores rurais que tiram da terra seu sustento e para os descendentes dos antigos colonos. Existem as feiras dos colonos, onde eles vendem de frutas e verduras a doces e artesanato.




Veja Outras Comemorações da mesma Data:



Dia do São Cristovão - 25 de Julho



Muitos já ouviram falar dessa data, mas muitos não sabem o que realmente é comemorado o porquê dessa data. Ele é caracterizado como o padroeiro dos motoristas  dos viajantes e até dos taxistas, Cristovão o próprio nome já diz, significa aquele que carrega Cristo.

De acordo com as lendas ele era gigante materialista com manias de grandezas, através de um ermitão o gigante descobriu o verdadeiro Rei. Informado passou a fazer caridade para servir ao nosso Senhor, onde ele trocou suas manias e passou a servir seus semelhantes pregando a nova causa com fé e garra.

Com suas pregas e fazendo o bem para a humanidade o gigante agora tem mais alegria em seus semblantes, onde em uma noite um menino perguntou a ele: “É possível tu me transportar para a outra margem do rio?” e como no rio ele passou a baldear as pessoas vadeando-as com louvor Cristovão pegou o menino nos ombros e seguiu o seu roteiro, só que quanto mais o gigante andava mais o menino ficava pesado parecendo que estava carregando o mundo inteiro. Ao observar o espanto de São Cristovão o menino falou: “Em teus ombros, levaste mais que o mundo inteiro. Tu carregaste o Senhor do Mundo. Eu sou Jesus, aqueles a quem tu serves..”.

Veja Outras Comemorações da mesma Data:

25 · Dia de São Cristóvão 
25 · Dia do Colono 
25 · Dia do Escritor 
25 · Dia do Motorista
25 . Dia da Mulher Afro Latina-Americana e Caribenha

terça-feira, 24 de julho de 2012

Santos Dumont (Alberto Santos Dumont)

Alberto Santos Dumont
Pai da Aviação



Tendo dedicado sua vida à aviação, Santos-Dumont foi o primeiro aeronauta a alcançar, definitivamente, a dirigibilidade dos balões e a voar num aparelho mais-pesado-que-o-ar com propulsão própria.

Santos-Dumont era um rapaz provinciano, de estatura baixa e corpo franzino quando chegou a Paris, em 1892, prestes a iniciar seus estudos. Nove anos depois, transformou-se em modelo para os franceses, ganhou diversos prêmios, ultrapassou barreiras e limites impostos aos estrangeiros e construiu, na fantasia popular, a imagem de "Super-Homem".

De comportamento inquieto e espírito obstinado, nunca desistiu de realizar seus projetos. Dos acidentes que sofreu, nenhum abalou sua determinação em conquistar os ares, vontade essa que se consolidou com o vôo do 14 Bis e a conquista da Taça Archdeacon.

Influenciado por vários precursores, Santos-Dumont também influenciou os construtores que despontaram a partir de 1906, atraindo, ainda, a atenção do Exército para as possíveis aplicações dos artefatos aéreos. Embora tenha vivido numa época na qual surgiram as primeiras indústrias aeronáuticas, nunca se interessou em criar uma que Ihe pertencesse.

Da mesma forma, a partir de uma opção consciente e idealista, não patenteou seus inventos, colocando-os à disposição de quem quisesse construí-los e utilizá-los.

Seus anseios e sonhos, seus hábitos e superstições formaram uma personalidade muito singular, que acabou por conduzir o rumo da sua própria vida.

No ano de 1910, Santos-Dumont encerrou sua carreira na aviação com o "Demoiselle", abrindo espaço para outros aviadores e construtores.

Já afastado da atividade aérea, presenciou a Primeira Guerra Mundial e decidiu retornar ao Brasil em 1915, onde passou os últimos anos de sua vida.

Alberto Santos-Dumont é considerado o Pai da Aviação. A Lei 3636, de 22 de setembro de 1959, concedeu-lhe o posto honorífico de Marechal-do-Ar. (DOU de 23 de setembro de 1959 e Bol. MAer 09/59 - pagina 857)

Cronologia


1873 - Julho - Nasce Alberto Santos-Dumont em Cabangu, MG.
1879 - Muda-se com a família para uma fazenda de café na região de Ribeirão Preto, SP.
1883/85 - Realiza seus primeiros estudos no Colégio Culto à Ciência, em Campinas, SP.
1888 -Vê um balão aerostático pela primeira vez, na cidade de São Paulo, em uma exposição de equipamentos aeronáuticos construídos na França.
1891 - Novembro - Visita uma exposição no Palácio das Indústrias, em Paris, onde vê pela primeira vez um motor a explosão.
1892 - Fevereiro - É emancipado por seu pai em cartório da cidade de São Paulo. -Setembro - Fixa residência em Paris, na Rua d'Edimbourg nº 26.
1894 - Freqüenta como aluno-ouvinte a Universidade de Bristol, na Inglaterra.

1897 - Constrói um motor a explosão de dois cilindros, adaptando-o a um tricicio.
1898 - Março - Por 25O francos, faz sua primeira ascensão em balão livre.
- Julho - Leva aos ares o Balão Brasil, seu primeiro projeto.
- Setembro - Faz sua primeira ascensão com o dirigível nº 1, o primeiro de uma série que constrói ao longo de sua vida.
1899 - Maio - Faz a sua única ascensão com o dirigível nº2.
- Novembro - Faz a primeira experiência com o dirigível nº3.
1900 - Março - A Comissão Científica do Aeroclube da França institui o Prêmio Deutsch, of erecido por Henri Deutsch de la Meurthe, empresário ligado ao refino do petróleo e grande incentivador da aviação.
- Junho - Finaliza a construção de seu hangar em Saint-Cloud, no parque de aerostação do Aeroclube da Franca.
- Setembro - Faz experiência com o dirigível nº 4, em Saint-Cloud.
1901 - Julho - Circula a Torre Eiffel com o dirigível nº 5, na primeira tentativa de conquistar o Prêmio Deutsch.
- Agosto - Acidenta-se com o nº 5 chocando-se com o Hotel Trocadero.
- Outubro - Concorre ao Prêmio Deutsch de la Meurthe. Realiza a prova diante da Comissão do
Aeroclube da França, contornando a Torre Eiffel e retornando a Saint-Cloud em 3O minutos.
- Novembro - O Aeroclube da França declara-o vencedor do Prêmio Deutsch.
1902 - Janeiro - Viaja a Mônaco a convite do príncipe Alberto I, que construiu um hangar especialmente para a realização de suas ascensões com o dirigível nº 6.
- Abril - Viaja aos Estados Unidos, onde visita os laboratórios do inventor Thomas Edison, em
Nova York, e é recebido na Casa Branca, em Washington, pelo Presidente Theodore Roosevelt.
- Maio - Em Londres, tem o invólucro de seu dirigível nº 6 rasgado por sabotagem no"Crystal Palace".
- Projeta o dirigível nº 7, um dirigível de corrida.
1903 - Finaliza a construção do novo hangar em Neuilly, Paris.
- Faz os primeiros ensaios com o dirigível nº 9 e com ele, posteriormente, muitas ascensões.
- Julho - Sobrevoa, com o dirigível nº 9, a formatura militar em Longchamps, Paris, durante as comemorações do 14 de julho, data nacional francesa.
- Constrói o dirigível nº 10, chamado dirigível-ônibus, com capacidade para dez passageiros.
1904 - Junho - Chega aos Estados Unidos, para participar da corrida de dirigíveis de Saint-Louis, mas
sofre ação criminosa de sabotadores, que inutilizam o invólucro do seu dirigível nº 7.
1905 - Projeta o nº 11, um monoplano bimotor, e o nº 12, um helicóptero, mas não os conclui.
- Finaliza a construção do nº 13, uma aeronave com dois balões destinada a longas viagens, mas não obtém resultados práticos.
- Agosto - Faz experiências com o dirigível nº 14 Trouville, na costa do Canal da Mancha.
1906 - Julho - Inscreve-se, em Paris, para disputar duas provas de aviação: a Taça Archdeacon e o Prêmio do Aeroclube da França.
- Outubro - Em Bagatelle, eleva o 14-Bis com propulsão própria e realiza um vôo de mais de 5O m de distancia, diante da Comissão Fiscalizadora do Aeroclube da Franca, obtendo a Taca Archdeacon.
-Novembro - Em Bagatelle, realiza com o 14-Bis um vôo de 22O m, mantendo-se a 6 m de altura, e assim conquista o Prêmio do Aeroclube.
1907 - Março/Junho - Faz experiências com o aeroplano nº 15 e com o dirigível nº 16, mas desiste desses projetos por não obter bons resultados.
- Setembro - No Rio Sena, faz experiências com o nº 18, um deslizador aquático.
- Novembro - Testa o primeiro modelo do aeroplano "Demoiselle".
1908 - Dezembro - Expõe um exemplar do "Demoiselle" na Exposição Aeronáutica, realizada no Grand Palais de Paris.
1909 - Janeiro - Obtém o primeiro brevê de aviador, fornecido pelo Aeroclube da França.
-Setembro - Estabelece o recorde de velocidade voando a 96 km/h num ''Demoiselle''. Faz com um "Demoiselle" um vôo de 18 km, de Saint-Cyr ao castelo de Wideville,considerado o primeiro reide da história da aviação.
1910 - É inaugurado um marco de granito no Bois de Boulogne, assinalando os primeiros recordes de aviação estabelecidos por Santos-Dumont em 1906.
1913 - Outubro - O Aeroclube da França inaugura um monumento em Saint-Cloud, em comemoracão do vôo do dirigível nº 6.
1915/16 - Realiza conferência no Congresso Científico Panamericano, em Washington, intitulada "Como o aeroplano pode facilitar as relações entre as Américas". 1918 -Abril - Publica o livro "O que eu vi- o que nós veremos", escrito em Petrópolis, na sua casa "A Encantada"
1921 - Março - É indicado como membro de honra do Aeroclube da França.
- Maio - Em Paris, faz sua última ascensão aerostática no balão livre La Cignone.
1925 - Julho - Viaja de Paris para a Suíça, com destino à clínica de repouso Valmon.
1926 - Janeiro - Oferece um prêmio de 1O mil francos para a melhor obra escrita contra a utilização de aparelhos aéreos como armas de querra.
1927 - Maio - É convidado pelo Aeroclube da França para presidir o banquete em homenagem a Charles Lindberg, mas motivos de saúde o impedem de aceitar.
1928 - Dezembro - Chega ao Rio de Janeiro, a bordo do vapor Cap Arcona, e presencia grave acidente com o avião que o recepcionava.
193O - Junho - É condecorado pelo Aeroclube da França com o título de Grande Oficial da Legião de Honra da França.
1931 - Fevereiro - Faz tratamento na Casa de Saúde de Préville, em Ortez, nos Baixos Pirineus, onde tem relativa melhora.
- Junho - É eleito membro da Academia Brasileira de Letras, na cadeira que tem como patrono Tobias Barreto
- Novembro - Parte para Araxá, Minas Gerais, para tratamento de saúde.
1932 - Maio - Muda-se para o Guarujá, SP
-Julho - Com o início da Revolução Constitucionalista em São Paulo, manda uma mensagem aos brasileiros, posicionando-se contra a luta fratricida.

- Falece aos 59 anos, no Hotel de la Plage, no Guarujá

Dia 23 de outubro é o Dia da Aviação, data que comemora o vôo de Santos Dumontem Paris, com seu modelo 14-Bis, em 1906.

Fonte: http://www.aer.mil.br

Amelia Earhart

Amelia Earhart, a primeira mulher a cruzar o oceano Atlântico sozinha em um avião, estaria hoje fazendo 115 anos.


Amelia Mary Earhart (Atchison, Kansas, 24 de Julho de 1897 — desaparecida em 2 de Julho de 1937) foi pioneira na aviação dos Estados Unidos, autora e defensora dos direitos das mulheres. Earhart foi a primeira mulher a receber a "The Distinguished Flying Cross", condecoração dada por ter sido a primeira mulher a voar sozinha sobre o oceano Atlântico. Estabeleceu diversos outros recordes, escreveu livros sobre suas experiências de voo, e foi essencial na formação de organizações para mulheres que desejavam pilotar.
Amelia desapareceu no oceano Pacífico, perto da Ilha Howland enquanto tentava realizar um voo ao redor do globo em 1937. Foi declarada morta no dia 5 de janeiro de 1939. Seu modo de vida, sua carreira e o modo como desapareceu até hoje fascinam as pessoas.

CONHEÇA UM POUCO MAIS SOBRE AMELIA EARHART



Amelia estabeleceu muitos recordes além deste, escreveu seu best-seller sobre suas experiências e foi uma figura crucial para a formação do The Ninety-Nines, uma organização para mulheres pilotas.
Amelia Earhart também foi interpretada no filme Amelia por Hilary Swank em 2009.
Seu interesse pela aviação surgiu aos 20 anos de idade quando, juntamente com uma amiga, assistia a um piloto que realizava acrobacias com seu avião em um local isolado. Quando o piloto as viu ele fez um voo rasante sobre elas. “Tenho certeza que ele disse para si mesmo ‘Veja como as faço correr’”, ela disse. Mas ela se manteve firme no lugar quando a aeronave passava rente por cima de sua cabeça e algo despertou nela. Ela então fez um passeio com o piloto em seu avião e logo que alcançou as alturas “Eu sabia que teria que voar”.
Muitos obstáculos como preconceito e dificuldades financeiras a aguardavam o que não era muito novo para ela que guardava para si um caderno com recortes de jornais sobre mulheres de sucesso em papéis predominantemente masculinos. Quando garota ela também matava ratazanas com suas espingarda e escalava árvores.
Trabalhou como enfermeira voluntária no Canadá durante a Primeira Guerra Mundial e tornou-se assistente social. Começou suas aulas de piloto em 1921 e em seis meses havia economizado o suficiente para comprar seu primeiro avião, um biplano Kinner Airster de segunda mão. Como era amarelo vivo ela o chamou de Canário e com ele alcançou seu primeiro recorde alcançando os 14 mil pés de altitude (cerca de 4,2 km).



Em 1928 ela quase desligou o telefone na cara de um homem que em seguida lhe disse “O que você acha de tornar-se a primeira mulher de voar pelo Atlântico?”. Ela completou o voo juntamente com outro piloto e um mecânico em 21 horas chegando em Wales, na Inglaterra. Ela fez história e apareceu nos jornais já que três mulheres haviam morrido ao tentar a façanha no último ano. Ao retornar ela e sua equipe foram recebidos pelo presidente dos EUA.
Ela casou-se com seu editor George P. Putnam em 1931 e se referia ao relacionamento como uma “parceria” com “controle duplo”, para manter sua independência.
Junto com seu marido traçou planos secretos para tornar-se a segunda pessoa e a primeira mulher a atravessar o Atlântico a voo sozinha. Em 1932 ela decolou e depois de muitas dificuldades como ventos fortes e problemas mecânicos ela pousou “no quintal de um lavrador (…) assustando a maioria das vacas das redondezas”. De volta em casa, o presidente dos EUA a agraciou com a medalha de ouro da National Geographic Society. Para Amelia ela havia provado que as mulheres eram iguais em “trabalhos que requerem inteligência, coordenação, velocidade, frieza e força de vontade”.
Ela continuou quebrando recordes nos anos que se seguiram até que em 1937, próxima de seus 40 anos, estava pronta para o maior dos desafios: ser a primeira mulher ao voar ao redor do globo. Em março daquele ano fez uma tentativa frustrada que danificou sua aeronave em um pouso forçado e necessitou que o motor fosse refeito.


Ela disse “Eu sinto que só consigo realizar mais um bom voo e espero que seja esta viagem”. No dia primeiro de junho do mesmo ano ela e seu navegador decolaram para o voo de 47 mil km de distância. Os mapas imprecisos freqüentemente tornavam a navegação complicada para Fred Noonan, que a acompanhava. O maior desafio estava por vir quando decolaram de Nova Guiné em direção à pequena ilha Howland que tem apenas cerca de 3km de comprimento e 800m de largura. Um navio da Guarda Costeira dos EUA seria seu contato de rádio e outros dois navios acenderam todas as suas luzes para funcionarem como marcadores de rota. “[A ilha de] Howland é um ponto tão pequeno no Pacífico que toda ajuda em localizá-la deve estar disponível”, Amelia disse.
Eles partiram 2 de julho, mas as chuvas os surpreenderam e dificultaram o método principal de navegação de Noonan que usava o céu. Amelia pediu apoio por rádio e o navio lhe enviou constantemente uma seqüência de transmissões, mas ela não conseguia ouví-las. O navio então recebeu o audio de Amelia “Devemos estar próximos de vocês, mas não conseguimos vê-los. O combustível está acabando. Não estou conseguindo contato por rádio”. O navio tentou responder mas Amelia não ouvia.
Depois de as comunicações cessarem uma imediata tentativa de resgate foi efetuada e permanece até os dias de hoje a busca naval mais ampla já realizada. Em 19 de julho as buscas cessaram. Hoje há diversas escolas, ruas aeroportos e monumentos com o seu nome.



O mundo sempre recordará Amelia Earhart por suas visão, coragem e conquistas para as mulheres e para no campo da aviação. Em uma carta que deixou para seu marido caso algo acontecesse ela escreveu “Saiba que estou certa dos riscos. (…) Eu quero fazer porque quero fazer. As mulheres devem tentar fazer as coisas que os homens tentaram. Quando falhamos o erro deve ser um desafio para outras.”

AMELIA EARHART - IMAGENS DA NET

 Esquerda para direita: Neta Snook e Amelia Earhart em frente da Kinner Airster de Earhart, c.1921
Amelia Earhart, Los Angeles, 1928
X5665 – 1926 "CIT-9 Safety Plane" – California Institute of Technology (CalTech) Aerospace modelo 9 Merrill - biplano projetado por Albert Adams Merrill (Instrutor em Aeronáutica); 45hp Kinner engenharia; wingspan: 24'0".

 Amelia Earhart sendo cumprimentada pela Sra. Foster Welch, Prefeita de Southampton, 20 de junho de 1928
Earhart caminhando com o Presidente Herbert Hoover nos jardins da Casa Branca em 2 de janeiro de 1932.
 Foto de Amelia Earhart, c. 1932. Putnam instruiu Earhart a disfarçar a má-formação dentária, mantendo sua boca fechada em fotografias formais.
 Museu Amelia Earhart, Derry
Lockheed Vega 5b utilizado por Amelia Earhart e exposto no National Air and Space Museum
Earhart e "velha Bessie" Vega 5b c. 1935
Lockheed L-10E Electra de Amelia Earhart. A aeronave foi modificada, tendo a maioria das janelas da cabine escurecidas e tanques de combustível foram adaptados à fuselagem.
 L-R, Paul Mantz, Amelia Earhart, Harry Manning e Fred Noonan, Oakland, California, 17 de março de 1937
Earhart e Noonan ao lado do Lockheed L10 Electra em Darwin, Austrália, 28 de junho de 1937.
 Aproximação final da Ilha Howland - Últimas transmissões do Sinais de Rádio de Earhart
Foto de Amelia Earhart e Fred Noonan, Los Angeles, Maio de 1937

Conteúdo e Informações Retirado da Wikipedia

Ayrton Senna

Ayrton Senna Piloto brasileiro de Fórmula 1 Biografia de Ayrton Senna Ayrton Senna (1960-1994) foi piloto brasileiro de Fórmula 1. ...